P1000380

Seguro desemprego: uma mãozinha do governo para você encontrar um novo trabalho e dar a volta por cima.

Você perdeu o emprego ou largou a empresa que trabalhava por muitos anos porque não aguentava mais as longas horas de trabalho, as tarefas repetitivas e também as reclamações do chefe? Não se preocupe! Você é apenas mais uma pessoa que faz parte de uma extensa lista de desempregados e que sonha em encontrar um novo trabalho para pagar as contas e viver tranquilamente.

Na verdade, o que você está precisando agora é de tempo para descansar, refletir e traçar um novo caminho na sua vida profissional.  E se você foi demitido sem justa causa, o seguro desemprego vai servir como uma importante assistência financeira temporária para você se reerguer e dar a volta por cima.

Muitos milionários só alcançaram o sucesso profissional depois que foram despedidos ou vivenciaram um fracasso. Porém não viram isso como um problema e sim uma oportunidade de crescimento. Dedicaram seu tempo para pesquisar e assim inovar o mercado com ideias revolucionárias. Dessa forma, tornaram-se muito bem sucedidos ao invés de trabalhar durante 5,10 ou 20 anos no lugar errado e para pessoas erradas.

Portanto, não se desespere. Use o tempo como seu aliado e conte com o seguro desemprego para reerguer a cabeça e se aventurar em algo completamente diferente e excitante. Quem sabe é o momento certo para você entrar na faculdade? Ou quem sabe finalmente fazer um curso de inglês? Ou então aquela viagem que você tinha planejado há muito tempo?

Mas se você está precisando de mais informações sobre o seguro desemprego, este artigo vai explicar detalhadamente o assunto para encontrar  todas  as respostas para requerer o seu.

O seguro desemprego foi criado em 1986 e reformulado pelo governo em 1990. Todos os trabalhadores que são demitidos sem justa causa e que possam comprovar que receberam salário em 6 meses nos últimos 3 anos, têm direito. Teoricamente, o seguro desemprego é uma assistência ao trabalhador que foi demitido e que seja suficiente para ele se sustentar e mantenha uma estabilidade financeira enquanto procura uma nova oportunidade de trabalho. O valor é calculado com base nos três últimos salários recebidos pelo trabalhador e indicado no requerimento. O valor mínimo é de um salário mínimo e o maior de 3 salários mínimos.

O seguro desemprego é pago em até 5 parcelas e pode ser retirado nas agências da Caixa Econômica Federal. (CEF) Não esqueça de ter em mãos o seu número do PIS-PASEP.   Para fazer uma consulta sobre seguro desemprego acesse o endereço eletrônico: http://consulta-sd.datamec.com.br/

Além disso, todo trabalhador que foi demitido sem justa causa deve provar que não recebe nenhum benefício da Previdência Social como aposentadoria, auxílio-doença,  auxílio-reclusão e pensão, exceto auxílio-acidente e abono de permanência em serviço. E também não possuir renda própria para seu sustento e da família.

Quando requerer:

Você tem do 7o ao 120o dia após da data de demissão para requerer o seguro desemprego.

 

Onde requerer:

Nas Delegacias Regionais do Trabalho (DRT), no SINE (Sistema Nacional de Emprego) ou nas agências credenciadas da CAIXA, caso seja um  trabalhador formal.
Compareça em um dos locais de sua preferência com os seguintes documentos:Como requerer:

 

Comunicação de Dispensa – CD (via marrom) e Requerimento do Seguro;- Desemprego – SD (via verde);- Termo de rescisão do Contrato de Trabalho – TRCT;- Carteira de Trabalho;- Carteira de Identidade ou Certidão de Nascimento ou Certidão de Casamento com Protocolo de requerimento da Carteira de Identidade,ou Carteira Nacional de Habilitação – CNH (modelo novo), dentro do prazo de validade, ou Passaporte, ou Certificado de Reservista.- Comprovante de inscrição no PIS/PASEP;- Documento de levantamento dos depósitos no FGTS ou extrato comprobatório dos depósitos;- Cadastro de Pessoa Física – CPF.- Comprovante dos 2 últimos contracheques ou recibos de pagamento para o trabalhador formal.

Para requerer o seguro desemprego é preciso exigir do empregador o formulário ao ser dispensado sem justa causa e preencher o Requerimento Seguro-Desemprego, tendo em mãos as informações solicitadas no quadro abaixo:

 

Lembre-se: fracassar faz parte de uma longa caminhada para atingir o sucesso profissional. A história nos dá vários exemplos: Thomas Edison que conduziu 8.888 experimentos e tinha falhado até inventar a lâmpada, Colonel Sanders foi rejeitado 1433 vezes  antes de abrir uma franquia de fast-foodDonald Trump chegou a entrar em crise financeira e até Steve Jobs estava quase falido em 1996 até conseguir transformar a Apple em uma potência na indústria de computadores em 2011.

Use o seguro desemprego para o seu benefício e comece a traçar desde já o seu caminho para o sucesso profissional. Invista também na sua saúde para ter muita força e energia para tentar reconquistar o seu espaço. O site Plano de Saúde apresenta muitas dicas para você cuidar da sua alimentação, atividades físicas e muito mais…

8 thoughts on “Seguro desemprego: uma mãozinha do governo para você encontrar um novo trabalho e dar a volta por cima.”

  1. Eu ainda não retirei o meu seguro desemprego. Eu ainda posso retirar os três primeiros meses? Grata. Jane Santos

  2. Fiquei afastada pelo inss até dia 05/03/2012 e no dia 06/03/2012 fui demitida. Meu benefício foi concedido até dia 05/03/2012, sendo assim posso dar entrada no meu seguro pois tenho a última parcela para receber do inss e o auxílio doença no dia 03/04/2012. Primeiro recebo e depois dou entrada? Por gentileza me responda. Juliana

  3. Fui demitida dia 09/02/2012. Um mês depois comecei a trabalhar com registro na carteira, se eu sair agora desse emprego consigo pegar o meu seguro?

  4. Fui demitida em outubro de 2011, já se passaram 120 dias e não dei entrada no seguro-desemprego devido ao fato de arrumar outro emprego. Se caso for demitida desse novo emprego ainda posso dar entrada pra receber o seguro?
    Obrigada
    Claudia

  5. Muito importante esta página na internet, estou mais atualizado sobre o direito do SD. Muito obrigado pela dica…

  6. Encaminhei o seguro de desemprego, gostaria de saber se mesmo eu estando desempregada têm como trancarem meu benefício? No sine está tudo certo, a moça encaminhou, calculou e me deu número de parcelas a serem recebidas.

  7. Dei entrada no auxílio do seguro desemprego e recebi a primeira parcela mais perdi o auxílio porque comecei a trabalhar. Acontece que trabalhei 3 meses e fui mandada embora sem justa causa. Gostaria de saber se posso resgatar as demais parcelas que não recebi. Se sim como faço e onde vou?

Comments are closed.

Conheça os seus direitos! Dicas para você fazer um bom uso do seu Seguro Desemprego.